Frete - 09.08.2018

Produtores de alimentos e consumidores perdem com tabela de frete, afirma a ABPA

A questão logística, que já é um entrave para a capacidade produtiva nacional, passou a ser um fator de retenção de negócios

- Foto: O Presente Rural

 A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) vem a público manifestar seus protestos com a oficialização da nova tabela de frete, por meio da Lei n° 13.703, publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU).

A ABPA destaca que o tabelamento causa um grave cenário de insegurança jurídica, o que tem impacto na comercialização de insumos.  Como consequência, há uma forte elevação dos custos embutidos pelo transporte, que acarretarão em elevações de preços ao consumidor, impactando diretamente a inflação.

A competitividade nacional e internacional do País está em jogo neste momento. A questão logística, que já é um entrave para a capacidade produtiva nacional, passou a ser um fator de retenção de negócios.  Com o menor fluxo produtivo, os custos da nova tabela poderão desencadear impactos na manutenção dos postos de trabalho e causar inflação.

Para a avicultura e a suinocultura do Brasil, há uma clara deturpação no papel que esta tabela deveria ter, que seria estritamente de referência.  Todos pagarão um preço elevado pelo tabelamento, sejam produtores, consumidores e até mesmo os transportadores. 

Fonte: Ass. de Imprensa

Intercorte

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

VIII ClanaPORK EXPO 2018EurotierACAV 2018INTERCONFIntercorte