Mercado - 16.10.2018

Produção de trigo aumenta no Brasil e na Argentina, mas oferta global pode recuar

Apesar de Brasil e Argentina terem safras recordes, dados do USDA mostram que outros países terão menor oferta do grão em comparativo com a safra anterior

- Antonio Costa/AENPr

Apesar das adversidades climáticas no Brasil e na Argentina, a produção de trigo nesses países deve ser maior que na temporada anterior. Já a oferta mundial pode ser menor. De acordo com dados divulgados na semana passada pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a oferta brasileira da atual temporada deve chegar a 5,4 milhões de toneladas, 26,6% a mais que a da safra anterior. Isso é resultado da maior produtividade no campo (+19%, a 2,64 toneladas/hectare) e do incremento da área (+6,4%, a 2,03 milhões de ha).

Na Argentina, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) estima produção de 19,5 milhões de toneladas, volume 5,4% acima da safra passada. Mundialmente, a estimativa do USDA aponta redução de 3,8% na produção de trigo, a 730 milhões de ton. Os dados mostram menor oferta na Rússia (-17,6%), Austrália (-13,1%) e União Europeia (-9,3%) no comparativo com a safra anterior. O Departamento aponta que, nessas três regiões produtoras, a oferta restrita se deve ao clima desfavorável, que afetou a produtividade.

Fonte: Cepea

ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

ACSURSFACTA Dez 2018Intercorte