Nutrição - 24.08.2017

Nutrição funcional: Uma aliada da produtividade animal

Nutrição funcional tem como grande vantagem a união de tecnologias limpas, pois os medicamentos homeopáticos associados não deixam resíduos na carne dos animais tratados

- Arquivo/OP Rural

 -

Artigo escrito por Ricardo Melotti, médico veterinário e gerente Técnico da Real H Nutrição e Saúde Animal

A demanda mundial de alimentos só vem aumentando. Estima-se que em 2050 sejamos nove bilhões de seres humanos, desta maneira a necessidade de proteína animal para consumo será sempre crescente. Esta proteína, em quantidade e qualidade, sendo ofertada basicamente via carne bovina, paralelo a isso, devemos produzir mais com menos recursos, ou usá-los de forma mais sustentável e inteligente.

Hoje temos recursos e tecnologias para aperfeiçoar a produtividade (Kg de carcaça/hectare/ano) das fazendas especializadas em pecuária de corte, tais tecnologias que buscam preservar o meio ambiente, a saúde animal e têm grande impacto na saúde pública. Dentre elas podemos citar a nutrição funcional, tecnologia que pode ser aplicada unindo uma alimentação equilibrada e medicamentos homeopáticos, resultando em uma alimentação inteligente que melhora o bem-estar e a produtividade do rebanho, reduzindo sistematicamente o aparecimento de surtos e enfermidades.

A nutrição funcional tem como grande vantagem a união de tecnologias limpas, pois os medicamentos homeopáticos associados não deixam resíduos na carne dos animais tratados. Desta forma, podemos aliar a uma nutrição equilibrada tratamentos para o controle de parasitas, prevenção e tratamento de diarreias (principalmente em fazendas de cria), controle dos problemas de sodomia, muito comuns na terminação de machos inteiros. As opções são variadas e muito bem aplicadas aos sistemas de produção.  

Para ilustrar, abaixo seguem resultados positivos da tecnologia:

- Fêmeas na estação de monta em fazendas onde tivemos grupos tratados com a tecnologia comparados com grupos não tratados, as médias das taxas de concepção foram maiores, variando de 9 a 17% a mais. Isso significa de 9 a 17 bezerros (as) a mais a cada 100 serviços. Segundo Coutinho, vacas tratadas com a tecnologia tiveram uma onda folicular mais consistente, possuindo no 10º dia após a inseminação artificial, 2,55 vezes mais progesterona que o grupo controle (não tratado), isso refletindo em uma maior tendência de prenhes.

- Animais em terminação (confinamento), Segundo Neummann, animais tratados pela tecnologia quando comparados a animais que não receberam a tecnologia, recebendo uma dieta rica em fibra, tiveram um ganho superior de peso igual a 309 g a mais/animal/dia. Precisando de 11% a menos de alimentos para produzir o mesmo kg de carcaça. Isso é aumentar a produtividade com os mesmos recursos. Quando analisou animais confinados em dietas de alta densidade energética, os animais que receberam a tecnologia tiveram ganhos adicionais no peso diário de 142 g por animal, sendo ainda 6,07% mais eficiente no aproveitamento da dieta.

- Controle da sodomia em confinamentos, veja gráfico e tabela que ilustram a evolução comportamental e os ganhos de peso dos animais confinados.  Observe que no box em que usamos a referida tecnologia os animais reduzem rapidamente a sodomia (nº de saltos/período) e imprimem um ganho de peso maior.

- Animais a campo tendo verminose controlada. O carrapato e os vermes gastrointestinais causam prejuízos relevantes na cadeia produtiva da carne, assim a nutrição funcional tem grande aplicabilidade nesse controle. Em fazendas que já utilizam a tecnologia há uma redução na mão de obra, menor ocorrência de acidentes e zero de resíduo na carne. Em algumas fazendas a verminose é monitorada pela técnica do OPG, e observamos uma redução considerável nas infestações por vermes.

Quando os animais recebem alimentação e tratamento tendo a nutrição funcional como aliada, estes em condições iguais aos seus contemporâneos não tratados têm desempenho melhorado. Isso é melhorar a produtividade, é produzir mais sobre condições iguais, usando menos recursos ambientais.

A tecnologia da nutrição funcional tem em sua função básica nutrir e aperfeiçoar a saúde dos animais ao mesmo tempo. Conforme prescrição veterinária, os produtos para nutrição associados ao tratamento homeopático estão disponíveis no mercado, facilitando o manejo geral de armazenagem e fornecimento no campo. Além disso, ela pode ser ajustada dentro da realidade de cada propriedade, respeitando os desafios encontrados, estrutura de fornecimento e objetivo da fazenda.

A nutrição funcional veio para auxiliar na melhora da produtividade da fazenda, tudo de forma simples e natural, a favor da saúde dos animais, do meio ambiente e da produtividade.

Mais informações você encontra na edição de Bovinos, Grãos e Máquinas de junho/julho de 2017 ou online.

Fonte: O Presente Rural

Farmácia na Fazenda

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

Farmácia na Fazenda