Com Bolsonaro - 08.11.2018

Deputada Tereza Cristina será a nova ministra da Agricultura

Indicação foi consenso entre parlamentares e entidades do setor agropecuário

- Divulgação

Membros da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) estiveram reunidos, na quarta-feira (07), com o Presidente da República eleito, Jair Bolsonaro, para indicar a presidente da FPA, deputada Tereza Cristina, para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Na ocasião, Bolsonaro aceitou a sugestão da FPA e confirmou o nome da deputada para assumir a pasta.

A bancada, após solicitação do próprio presidente eleito, tinha a prerrogativa de indicar até três nomes ao Ministério. No entanto, segundo o vice-presidente da FPA, deputado Alceu Moreira, após amplo debate com parlamentares e entidades do setor produtivo nacional, a sugestão de Tereza Cristina foi consenso. “Ela preenche todos os requisitos para assumir o cargo. Tem alta capacidade técnica e liderança respeitada e admirada pelos membros da FPA e pelo setor agropecuário. Conhece de perto os anseios e desafios da agricultura brasileira, bem como do país”, afirmou Moreira.

Na ocasião, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, destacou a importância do setor agropecuário para o desenvolvimento econômico e social do país. “A agricultura familiar e o agronegócio são setores que nos orgulham e têm que ser valorizados”, disse Bolsonaro.

Apoio do setor

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) exaltou a indicação da deputada como futura ministra do Mapa, no governo de Jair Bolsonaro. “A Deputada Tereza Cristina tem conhecimento técnico e respaldo político para assumir o cargo. É uma liderança fundamental para o setor produtivo nacional, com trabalho inquestionável à frente da FPA. Estamos bastante confiantes, pois ela conhece o setor de proteína animal como poucos, e sabe claramente das dificuldades e oportunidades que temos pela frente”, analisa o presidente da ABPA, Francisco Turra.

Quem também aprovou o nome de Tereza Cristina foi a Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS). Para a entidade, o nome da deputada no novo governo de Jair Bolsonaro fortalecerá o agronegócio. “Tenho certeza de que ela fará um excelente trabalho”, afirmou o presidente da ABCS, Marcelo Lopes. “Ela é comprometida com as causas do setor e foi extremamente atuante como presidente da FPA. A futura ministra tem o apoio do ABCS e poderá contar com o setor suinícola para a ascensão da agropecuária brasileira”, destacou.

A ABIOVE (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais) é outra entidade que recebeu de forma muito positiva  a indicação da deputada federal Tereza Cristina como próxima ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. De acordo com o presidente-executivo da ABIOVE, André Nassar, Tereza Cristina é uma "parlamentar de grande confiança, que combina visão política e técnica", afirma. Para ele, o anúncio foi uma "boa decisão e atende as expectativas do setor”.

Perfil

Antes de se apresentar como candidata à Câmara dos Deputados, a engenheira agrônoma, graduada na Universidade Federal de Viçosa (MG), deputada Tereza Cristina, foi cotada para concorrer ao governo de seu Estado. No Mato Grosso do Sul, ocupou como gerente-executiva quatro secretarias: Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo. No último ano, ocupou a liderança do PSB na Câmara dos Deputados.

Em sua gestão, o MS teve crescimento exponencial nas exportações de carne, com a obtenção do certificado de área livre de febre aftosa emitido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Na área industrial, foram abertas 14.278 novas empresas, com geração de 178 mil novos empregos, além do salário médio do Estado ter subido de R$ 1.195, entre 2007 e 2012, para R$ 1.917.

Além do crescimento vertiginoso do destino turístico do Pantanal, o sítio de Bonito, com atuação de Tereza Cristina, ganhou o selo de Melhor Destino de Turismo Responsável do Mundo. Deputada federal pelo Mato Grosso do Sul de primeiro mandato, ela foi reeleita para o próximo ano legislativo.

Fonte: O Presente Rural com informações das Assessorias

ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

IntercorteFACTA Dez 2018ACSURS