Avicultura - 16.08.2018

Cuidados com alimentação da poedeira melhoram qualidade dos ovos

Fatores como cuidados com a sanidade e alimentação das aves podem interferir consideravelmente na qualidade do produto final, no caso o ovo

- Arquivo/OP Rural

O ovo, um dos alimentos mais consumidos no mundo, tem seus motivos para sempre estar à mesa das pessoas. Além do valor acessível, ele é considerado como uma das principais fontes de proteína e de diversos outros nutrientes que auxiliam no bom funcionamento do organismo e na prevenção de doenças. Mas para obter todos estes benefícios, os cuidados começam bem antes, durante a criação das galinhas destinadas à produção de ovos. De acordo com o nutricionista animal José Luiz Schneiders, de uma empresa especializada na fabricação de insumos para nutrição animal, fatores como cuidados com a sanidade e alimentação dessas aves podem interferir consideravelmente na qualidade do produto final, no caso o ovo.

Segundo o especialista, assim como toda a criação animal moderna, é necessário seguir manejos sanitários adequados, evitando assim possíveis patologias que possam comprometer a produção. “Um ambiente ideal e manejo nutricional de qualidade certamente resultarão em ovos melhores”, comenta o nutricionista.

Schneiders acrescenta que para assegurar a qualidade do ovo, uma alternativa é conservá-lo em temperatura uniforme, sem variação. Para ele, a explicação é que “ao sofrer alteração de temperatura, o alimento pode perder boa parte de suas propriedades, consequentemente, perder qualidade”, alerta.

Benefícios gerados pelo ovo

1 – Fonte de colina: A gema do ovo é fonte deste nutriente que usualmente é classificado como uma vitamina do complexo B. Ela é essencial para a saúde humana já que participa de vários processos metabólicos no organismo. Dentre seus benefícios podemos citar que a colina é um importante nutriente que auxilia na melhoria da memória. 

2 – Fonte de zinco: O zinco é um mineral que possui função antioxidante. Este mineral auxilia no aumento da imunidade e ajuda a combater diversas doenças, como por exemplo, a diabetes.

3 – Fonte de Luteína e Zeaxantina: São dois carotenoides antioxidantes encontrados na gema, que atuam principalmente na saúde dos olhos, devido à redução significativa do risco de degeneração macular e o aparecimento de catarata.

4 – Fonte de Albumina: Boa notícia para quem é adepto de exercícios físicos. A clara do ovo é uma excelente fonte de albumina, proteína de alto valor biológico que auxilia na recuperação de várias células do organismo, inclusive do tecido muscular.

5 – Fonte de vitaminas A, B e E: A gema é uma grande fonte de vitaminas que auxiliam na prevenção de diversas doenças, como por exemplo, a vitamina A, que possui efeito antioxidante e é importante para a visão; a vitamina B2, que ajuda o corpo a converter o alimento em energia, promovendo o crescimento; a vitamina B12, que é essencial para a produção das células vermelhas do sangue (hemácias); e a vitamina E, que possui efeito antioxidante que combate os radicais livres, que podem causar problemas nos tecidos e nas células.

6 – Fonte de Biotina: O ovo é uma excelente fonte de Biotina, vitamina que atua no organismo como coenzima. Ela é essencial para que ocorra o metabolismo de gorduras, carboidratos e aminoácidos. A principal função da Biotina na nutrição humana está ligada ao crescimento capilar e a prevenção de queda de cabelo. Por isso, ela é conhecida popularmente como “vitamina cabelo”.

7 – Fonte de Selênio: O selênio é um mineral extremamente importante para a saúde humana. Ele auxilia no aumento da imunidade, participa da atividade antioxidante e é fundamental para o correto funcionamento do metabolismo.

Mais informações você encontra na edição de Aves de julho/agosto de 2018 ou online.

Fonte: O Presente Rural

Intercorte

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

FACTA Dez 2018ACSURSIntercorte