Mercado Externo - 26.02.2018

Brasil ganha fatia nas importações de soja feitas pela China em janeiro

O Brasil vendeu 2,07 milhões de toneladas de soja para a China em janeiro, um aumento de 720% em relação ao ano anterior

- Ivan Bueno/APPA

As importações chinesas de soja dos Estados Unidos em janeiro caíram 14% em relação ao mesmo mês do ano anterior, mostraram dados aduaneiros neste final de semana, com o Brasil tomando grande fatia do maior mercado mundial da oleaginosa. De acordo com dados, a China importou 5,82 milhões de toneladas de soja dos Estados Unidos em janeiro, o equivalente a 67% de todas as importações. No ano passado, a soja dos EUA representou 88,5% do total importado em janeiro. No início do ano, enquanto as exportações da nova safra do Brasil não chegam o mercado, os EUA costumam ter maior presença.

A queda na participação dos EUA em janeiro, contudo, sublinha preocupações sobre um recuo nas vendas norte-americanas para o maior comprador de soja do mundo por causa da queda dos níveis de proteína da oleaginosa norte-americana, permitindo que o Brasil atraia clientes com sua safra de maior teor protéico. O Brasil, maior exportador global de soja, vendeu 2,07 milhões de toneladas de soja para a China em janeiro, um aumento de 720% em relação ao ano anterior e equivalente a pouco menos de um quarto do total. A nação sul-americana representava apenas 3,3% do total de janeiro de 2017.

As exportações de soja do Brasil também vêm sendo favorecidas por uma safra recorde no ano anterior. Na temporada atual, a colheita havia atingido na semana anterior cerca de um quarto da área total. A participação brasileira nas importações de soja pela China cresceu para o maior nível em 2017 e parece estar expandido novamente este ano, em meio a preços competitivos.

Fonte: Reuters

ACAV 2018

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

ACAV 2018VIII ClanaPORK EXPO 2018Dia do Porco 2018INTERCONFIntercorte