Mercado - 13.09.2018

Abate de suínos sobe 1,9% na comparação anual e tem junho recorde

Santa Catarina continua liderando o abate de suínos, seguido por Paraná e Rio Grande do Sul

- Arquivo/OP Rural

No 2º trimestre de 2018, foram abatidas 10,82 milhões de cabeças de suínos, representando aumentos de 1,0% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 1,9% na comparação com o mesmo período de 2017. Este é o melhor resultado para segundos trimestres desde que a pesquisa se iniciou em 1997. Isso foi possível graças ao volume de carne abatida em junho – recorde para este mês – recuperando a atividade de maio que teve seu pior desempenho desde 2013. Neste mês houve forte influência da greve dos caminhoneiros sob o ritmo de produção de abate.

O abate de 204,07 mil cabeças de suínos a mais no 2º trimestre de 2018, em relação a igual período do ano anterior, foi impulsionado por aumentos no abate em 14 das 25 Unidades da Federação participantes da pesquisa. Entre os Estados com participação acima de 1%, ocorreram aumentos em: Mato Grosso do Sul (101,13 mil cabeças), Santa Catarina (42,66 mil cabeças), Mato Grosso (42,18 mil cabeças), São Paulo (35,58 mil cabeças), Minas Gerais (18,01 mil cabeças), Rio Grande do Sul (17,04 mil cabeças) e Goiás (4,38 mil cabeças). Em contrapartida, ocorreu redução no Paraná (-40,75 mil cabeças).

Santa Catarina continua liderando o abate de suínos, com 26,4% da participação nacional, seguido por Paraná (20,7%) e Rio Grande do Sul (18,3%).

Fonte: IBGE

INTERCONF

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

IntercorteACAV 2018PORK EXPO 2018INTERCONFSBSB 2018FACTA Dez 2018