Mercado - 13.09.2018

Abate de bovinos sobe 4% em relação ao segundo trimestre de 2017

Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 15,1% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (10,5%) e Goiás (10,4%)

- Divulgação/Seab

No 2º trimestre de 2018, foram abatidas 7,72 milhões de cabeças de bovinos sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária. Essa quantidade foi 0,2% menor que a registrada no trimestre imediatamente anterior e 4,0% maior que a do 2° trimestre de 2017, período afetado pela operação “carne fraca”, da Polícia Federal.

O abate de 296,51 mil cabeças de bovinos a mais no 2º trimestre de 2018 em relação ao mesmo período do ano anterior, foi impulsionada por aumentos em 15 das 27 Unidades da Federação (UFs). Entre aquelas com participação acima de 1,0%, ocorreram aumentos em: Mato Grosso (95,20 mil cabeças), Rio Grande do Sul (54,25 mil cabeças), Rondônia (48,74 mil cabeças), Paraná (40,10 mil cabeças), São Paulo (39,13 mil cabeças), Minas Gerais (31,61 mil cabeças), Goiás (21,10 mil cabeças), Santa Catarina (11,47 mil cabeças), Maranhão (6,50 mil cabeças) e Acre (1,33 mil cabeças). Em contrapartida, as maiores reduções ocorreram em: Pará (-28,34 mil cabeças), Mato Grosso do Sul (-17,10 mil cabeças), Tocantins (-5,21 mil cabeças) e Bahia (-2,26 mil cabeças).

Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 15,1% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (10,5%) e Goiás (10,4%).

Fonte: IBGE

Eurotier

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

FACTA Dez 2018EurotierIntercorteACSURS