Bovinos - 02.07.2018

De pneus descartados a colchões para vacas

Com VESTENAMER®, a Evonik contribui para o fechamento do ciclo de materiais para a borracha, de um modo mais sustentável. O exclusivo aditivo de processo permite que a borracha usada seja transformada em um material resistente, usado para produzir, por

- Foto: Assessoria

 -

Uma imagem bizarra começa a se tornar conhecida: uma vaca leiteira relaxa confortavelmente sobre um colchão de pneus descartados. O bem-estar dos animais resulta em maior produtividade e o produtor está satisfeito com o aumento da produção de leite. Evidentemente, a vaca não está deitada diretamente sobre os pneus. Mas a borracha do pneu descartado pode ser processada para se transformar num material valioso do ponto de vista ecológico e pode ser usada para produzir artigos como colchões para o conforto dos animais. Esses colchões simulam, no estábulo, as condições de ‘descanso’ dos animais no pasto.

“Sob condições naturais, as vacas passam cerca de 60% do tempo deitadas. Nessa posição, o fluxo de sangue para a glândula mamária aumenta cerca de 30%, permitindo uma melhor síntese do leite”, explica Dr. Winfried Heimbeck, especialista em nutrição de ruminantes na Evonik. “De modo que, quanto maior o conforto da vaca no estábulo e quanto maior o tempo que ela passa deitada, mais produtiva ela será. Se aumentarmos em uma hora o tempo em que a vaca fica deitada, ela poderá produzir até 1,5 kg de leite a mais por dia”.

Porém, quando as articulações da vaca começam a doer depois de muito tempo nessa posição, ela se levanta. Essa atitude reduz a ruminação e a ingestão de água e comida. Os colchões especiais para vacas aumentam o bem-estar dos animais uma vez que melhoram o conforto na posição deitada, prevenindo lesões nos jarretes e servindo como isolamento térmico.

 

Mais eficiência na reciclagem da borracha

Para que um colchão para vacas possa oferecer conforto suficiente durante muitos anos, ele precisa ser feito de um material bastante resistente, que possa resistir ao peso considerável do animal e à umidade do estábulo. Por outro lado, o colchão não pode se deformar devido ao grande peso do animal, deve ser fácil de limpar e, mesmo assim, manter-se flexível. Os colchões para vacas, confeccionados a partir de borracha reciclada, preenchem todos esses requisitos. O aditivo de processo VESTENAMER® da Evonik assegura o equilíbrio correto das propriedades no material reciclado.

Na reciclagem da borracha, a adição do VESTENAMER® é uma aplicação que já comprovou o seu valor na produção de artigos de borracha como pisos, tapetes e bases para sistemas de sinalização de obras e barreiras nas estradas, a partir de resíduos aproveitáveis.

“Como um aditivo de processo, o VESTENAMER® melhora a fluidez do composto de borracha, resultando em um material que pode ser processado com muito mais eficiência. A reatividade e a estrutura polimérica do VESTENAMER® também são fatores importantes: Ambos dão origem uma boa densidade de ligações entre as partículas de borracha, o que, por sua vez, impacta positivamente as propriedades mecânicas do produto”, diz Dr. Peter Hannen, gerente de desenvolvimento de mercado do VESTENAMER®.  “Em outras palavras, o aditivo de processo da Evonik melhora tanto a eficácia dos custos de processamento quanto a qualidade das peças de borracha, quando se trata de borracha reciclada”.

 

Redução significativa na emissão de carbono

Além do aspecto econômico de proporcionar uma matéria-prima eficiente em custo, a reciclagem do material dos pneus descartados também está ganhando mais destaque do ponto de vista ecológico. Por exemplo, a utilização de granulado de pneus  descartados em produtos novos contribui de modo significativo para a redução da emissão de carbono em até um terço em comparação com produtos que não usam um material reciclado.

E a economia circular fechada da borracha também atenua o problema global dos pneus descartados. A cada ano, cerca de 19,3 milhões de toneladas de pneus descartados são gerados no mundo inteiro, mais que 3,6 milhões de toneladas só na Europa.

O uso do granulado de borracha está ganhando cada vez mais importância em uma variedade de aplicações como a construção de estradas, pisos esportivos e playgrounds, além de novos produtos de borracha. Na Alemanha, por exemplo, há vinte anos mais da metade dos pneus usados eram utilizados na recuperação energética, e somente um em dez era transformado em granulado por meio da reciclagem do material. Mas a reciclagem dos materiais agora está alinhada com a recuperação energética; na Alemanha, um terço dos pneus descartados, em média, ganha uma nova utilidade como “granulado de borracha” reciclada – o que é uma boa notícia, e não só para as vacas. 

O VESTENAMER® da Evonik é usado como aditivo de processo na indústria da borracha já faz muitos anos.  Fabricado no parque químico de Marl (Alemanha), o polioctenâmero resolve uma variedade de desafios no setor de compostos e processamento de borracha. O produto também é usado como auxiliar na reciclagem de resíduos de borracha.

Fonte: Ass. de Imprensa

Intercorte

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

INTERCONFVIII ClanaDia do Porco 2018IntercortePORK EXPO 2018ACAV 2018